Logo ROAR APAV EU

2019/2020

Projeto ROAR: empoderamento das vítimas de cibercrime

Project ROAR: cybercrime victims empowerment

 

Entidade beneficiária: Associação Portuguesa de Apoio à Vítima
Entidade financiadora: Fundo de Segurança Interna - Polícia da União Europeia

Data início: 01-01-2019
Data fim: 31-12-2020
Duração: 24 meses

Objetivo central:
Promover a prevenção e denúncia de cibercriminalidade, bem como a proteção e o acesso das vítimas de crime a serviços de apoio especializados.

Principais atividades:
1. Organização e participação das várias partes interessadas em reuniões;
2. Realização de visitas técnicas transfronteiriças;
3. Realização de workshops temáticos dirigidos às forças de segurança e autoridades judiciais;
4. Realização de workshops temáticos dirigidos às crianças e jovens;
5 .Disseminação de campanha de sensibilização.

Resultados esperados:
1. Contribuir para um entendimento e compreensão alargada do fenómeno da cibercriminalidade;
2. Promover o reforço da cooperação intersectorial entre os serviços de apoio à vítima, as forças de segurança, as autoridades judiciais, empresas de tecnologias de informação e decisores políticos;
3. Definir procedimentos e boas práticas na resposta às necessidades das vítimas de cibercrime, particularmente de cibercriminalidade sexual;
4. Sensibilizar o público em geral para os riscos do ciberespaço e para cibercriminalidade, bem como disponibilizar informação para a adoção estratégias de proteção e segurança na utilização das tecnologias de informação e redes sociais;
5. Formar profissionais para um apoio especializado a vítimas de cibercrime;
6. Criar e implementar uma Rede Piloto de Apoio Especializado a Vítimas de Cibercrime, com particular foco na cibercriminalidade sexual contra crianças e jovens.

Parcerias:
Procuradoria-Geral da República (PGR), Guarda Nacional Republicana (GNR), PT, Weisser Ring (Alemanha) e Equality and Human Rights Action Centre (Roménia).

 

 

Beneficiary entity: Portuguese Association for Victim Support (APAV)
Funding entity: Internal Security Fund – Police

Starting date: 01-01-2019
Conclusion date: 31-12-2020
Duration: 24 months

Central objective:
To promote prevention and reporting of cybercrime and improve support to and protection of its victims.

Main activities:
1. Organization and participation in meetings by the multiple stakeholders;

2. Conducting cross-border technical visits;
3. Conducting thematic workshops aimed at legal enforcement agents and judicial authorities;
4. Conducting thematic workshops aimed at children and youngsters;
5. Dissemination of an awareness campaign.

Expected results:
1. Contribute to a broad understanding of the cybercrime phenomenon;

2. Promote the reinforcement of intersectorial cooperation between victim support services, law enforcement agents, judicial authorities, IT companies and political decision-makers;
3. Define procedures and good practices in dealing with cybercrime victims’ needs, especially those of sexual cybercrime;
4. Make the public aware of cyberspace and cybercrime risks, as well as give out information on protection strategies whilst using IT and social networks;
5. Train professionals for a specialized support of cybercrime victims;
6. Create and implement a Pilot Network for Specialized Support Of Cybercrime Victims, focusing primarily on sexual cybercrime against children and youngsters.

Parterns
Public Prosecution Office (PGR), Republican National Guard (GNR), PT, Weisser Ring (Germany) e Equality and Human Rights Action Centre (Romania).