• Home
  • Projeto Portugal Mais Velho

logo PortugalMaisVelho

2019/2020

Projeto Portugal Mais Velho

 

Entidade beneficiária: Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV)
Entidade financiadora: Fundação Calouste Gulbenkian

Data de início: 01-01-2019
Data de conclusão: 31-10-2020
Duração: 22 meses

Objetivo central:
Promover a mudança de políticas (públicas, sociais e privadas) na área do envelhecimento e consciencializar o público para a temática da violência contra as pessoas mais velhas.

Principais atividades:
1. Criação de dois grupos de trabalho que operem numa lógica de Think-tank;
2. Organização e participação em reuniões dos grupos de trabalho;
3. Ações de advocacia social;
4. Campanha de sensibilização.

Resultados esperados:          
1. Elaboração de um relatório final que contenha recomendações técnicas e práticas sobre violência contra pessoas mais velhas;
2. Disseminação dos resultados do projeto junto de parceiros sociais, decisores políticos e económicos;
3. Sensibilização do público, nomeadamente para o aumento da intolerância social para a violência contra idosos.

Resultados alcançados:          
Nos 22 meses de implementação do projeto, foram realizadas várias reuniões com o Grupo de Trabalho Restrito que colaborou no planeamento do projeto, auxiliando a equipa operacional a traçar as suas linhas orientadoras do mesmo.
Foram também realizadas sucessivas reuniões com quatro grupos de trabalho diferentes, cada um deles abordando questões relacionadas com os quatro grandes eixos do projeto definidos pela equipa e pelo Grupo de Trabalho Restrito: 1. A violência contra pessoas idosas; 2. O perfil do/a agressor/a e fatores de risco; 3. Os/As cuidadores/as; e 4. A (in)tolerância da sociedade à violência contra pessoas idosas.
No âmbito das reuniões dos grupos de trabalho, foram auscultados mais de 80 profissionais que se distinguem pelo seu trabalho na área do envelhecimento e/ou da violência contra pessoas idosas.
Foram ainda, ao longo da implementação do projeto, auscultadas 38 pessoas idosas de diferentes zonas do país e em diferentes contextos de autonomia, desde pessoas idosas completamente independentes dos cuidados de outrem até pessoas idosas a viver em contexto institucional. A somar a estas auscultações e de forma a melhor perceber os desafios com que se deparam, foram entrevistados/as quatro cuidadores/as familiares.
Este processo de auscultação e reflexão culminou na produção do Relatório Portugal Mais Velho, um documento no qual se compilam as principais conclusões acerca dos tópicos abordados, olhando para a violência contra pessoas idosas numa perspetiva holística, não a reduzindo apenas ao ato violento, alargando-a à forma como as pessoas idosas são vistas e (des)consideradas na sociedade.
Neste Relatório apresentam-se, ainda, um conjunto de 30 recomendações dirigidas às mais variadas entidades públicas e privadas, tocando as diferentes temáticas abordadas no decorrer do projeto, e que têm por objetivo promover a mudança de políticas na área do envelhecimento e da violência contra pessoas idosas.

 

 

 

Beneficiary entity: Portuguese Association for Victim Support (APAV)
Funding entity: Fundação Calouste Gulbenkian

Starting date: 01-01-2019
Conclusion date: 31-10-2020
Duration: 22 months

Central objective:
To promote a change of politics (public, social and private) regarding aging and raise the public’s awareness about violence against older people.

Main activities:
1. Creation of two workgroups working in Think-tank logic;
2. Organization and participation in meetings of the workgroups;
3. Social advocacy actions;
4. Awareness campaign.

Expected results:
1. Making a final report holding technical and practical recommendations regarding violence against older people;
2. Sharing the project’s results with social partners and political and economical decision-makers;
3. Raising public’s awareness, namely increasing social intolerance to violence against older people.

Results achieved:
During the course of the 22 months of the project’s implementation, several meetings were held with the Coordinating Working Group that collaborated in the planning of the project, helping the operational team to draw up the initiative’s guidelines.
Successive meetings were also held with four different working groups, each of them addressing issues related to the four major axes of the project defined by the team and the Coordinating Working Group: 1. Violence against older persons; 2. The aggressor's profile and risk factors; 3. The caregivers; and 4. Society's (in)tolerance to violence against older persons.
During the meetings of these working groups, more than 80 distinguished professionals in the field of aging and/or violence against older persons were heard.
Additionally, during the implementation of the project, 38 older persons were heard and participated in debates about the topics of the project. These people came from different areas of the country and lived in different contexts of autonomy, varying from completely independent older persons to people living in an institutional context. Moreover, in order to better understand the challenges they face, four family caregivers were interviewed.
This auscultation and reflection process culminated in the production of the Portugal Mais Velho Report, a document in which the main conclusions about the topics covered within the project are compiled, looking at violence against older persons in a holistic perspective, not only the violent act itself, but also to the way older persons are seen and (dis)considered in society.
This Report also presents a set of 30 recommendations addressed to several public and private entities, touching upon the different topic addressed during the project, and which aim to promote policy changes in the area of ​​aging and violence against older people.

 

Consulte o Relatório Portugal Mais Velho e as Recomendações aqui:
To read the full Report and Recommendations (in Portuguese), click in the links below:

RecomendacoesPortugalMaisVelho   RelatorioPortugalMaisVelho
Recomendações
Recommendations
  Relatório
Report