Como a violência o/a afeta

 

Ser vítima de um crime é um acontecimento negativo a que qualquer pessoa pode ser sujeita ao longo da sua vida. Assim, um crime pode afetar-nos de modo diferente e as pessoas não reagem todas da mesma forma numa situação de crime. A maioria das pessoas após serem vítimas de crime, podem sentir-se muito confusas e vulneráveis.

Reações como pânico geral, o pânico de morrer, a impressão de estar a viver um pesadelo, a desorientação geral, o sentimento de solidão e o estado de choque, são reações comuns e normais nas vítimas de crime. Assim, quanto mais violento o crime, maior será o estado de afetação geral da vítima. Existe, no entanto, um conjunto de consequências de caráter psicológico e físico que se manifestam após a vitimação.

 

Consequências Físicas:
Os efeitos físicos incluem não apenas os resultados diretos das agressões sofridas pela vítima mas também respostas do nosso corpo ao stress a que foi sujeito.

As consequências físicas da vitimação podem ser:

  • Perda de energia;
  • Dores musculares;
  • Dores de cabeça;
  • Arrepios e/ou afrontamentos;
  • Problemas digestivos;
  • Tensão arterial alta.

iStock 000011968698Small

Consequências Psicológicas:
A diversidade e intensidade dos efeitos psicológicos podem levar as pessoas a considerarem a possibilidade de estarem a ficar loucas ou a perder o seu equilíbrio psíquico.

Algumas consequências psicológicas poderão ser:

  • Dificuldades de concentração;
  • Dificuldades em dormir;
  • Pesadelos;
  • Dificuldades de memória;
  • Tristeza;
  • Desconfiança face aos outros;
  • Diminuição da autoconfiança.

Copyright © 2014 APAV