Dia Mundial do Refugiado | A história de Anguoy

Publicado .

Anguoy nasceu no Sudão do Sul, palco de uma das mais complexas crises humanitárias do mundo. Apesar do tratado de paz alcançado, a violência entre grupos armados e entre comunidades persiste em partes do território, um cenário agravado pela elevada escassez alimentar. Esta crise já gerou 2.2 milhões de refugiados e 1.6 milhões de deslocados internos.

Este é apenas um dos países de origem dos milhares de pessoas que, tal como o Anguoy, foram forçadas a abandonar as suas casas, movendo-se por uma extraordinária determinação e coragem, procurando apoio, proteção e asilo noutros países. Pessoas que, durante o seu percurso migratório são frequentemente confrontadas com novas situações de violência e de discriminação.

Chegar finalmente a um país seguro e capaz de oferecer proteção não significa o fim desta longa jornada. A semelhança de outros países de acolhimento, em Portugal existem problemas de desarticulação nas respostas de acolhimento e insuficiência no apoio prestado. A extrema vulnerabilidade em que estas pessoas se encontram, foi recentemente agravada pela pandemia que as tem afetado de forma desproporcional.

Infelizmente, situações de violência e crime ocorrem também muitas vezes nos locais onde deveriam finalmente sentir-se seguras. A APAV, através de Unidade de Apoio à Vítima Migrante e de Discriminação, presta serviços de apoio especializado a pessoas refugiadas e requerentes de asilo que se encontrem em Portugal e tenham sido vítimas de alguma forma de violência ou crime.

No dia 20 de junho assinala-se o Dia Mundial do Refugiado e a APAV vem expressar a sua profunda admiração pelas pessoas refugiadas e reiterar o seu comprometimento em continuar a prestar apoio especializado e de qualidade quando sejam confrontadas com situações de crime neste país que é também o seu novo lar.

Junho, mês do Orgulho LGBTI+

Publicado .

AF Bandeira LGBT 70x100 01

Junho é o mês do Orgulho LGBTI+. Acabar, minimizar e sensibilizar para o impacto de atitudes e comportamentos discriminatórios motivados por características identitárias continua a ser essencial para que alcancemos uma sociedade mais justa para todos/as.

São necessárias respostas para todas as pessoas que precisam de apoio por terem sido vítimas de algum tipo de crime ou violência. Na APAV prestamos serviços especializados, gratuitos e confidenciais a pessoas LGBTI+ que tenham sido vítimas de qualquer forma de crime ou violência, motivados ou não pela identidade de género, características sexuais e/ou orientação sexual.

Linha de Apoio à Vítima | 116 006

Unidade de Apoio à Vítima Migrante e de Discriminação | 21 358 79 14 | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Com orgulho, sem preconceito.

20 Junho | Dia Mundial do Refugiado

Publicado .


Campanha #RespectBattles

As pessoas refugiadas são pessoas que, por várias razões, são forçadas a abandonar o local onde vivem. Movidas por muita determinação e coragem, procuram apoio, proteção e asilo noutros países.

Estas pessoas encaram um percurso difícil, durante o qual sofrem frequentemente situações de violência e crime que, infelizmente, também ocorrem nos locais onde são acolhidas e onde deveriam finalmente sentir-se seguras.

A extrema vulnerabilidade em que se encontram foi agravada pela pandemia, que as tem afetado também de forma desproporcional.

As respostas de acolhimento e de apoio são insuficientes. Muitas vezes não garantem condições que assegurem o bem estar físico e psicológico, a segurança, a saúde e a higiene.

A APAV, através da Rede Unidade de Apoio Vítima Migrante e de Discriminação, presta apoio especializado a pessoas refugiadas e requerentes de asilo que se encontrem em Portugal e tenham sido vítimas de alguma forma de violência ou crime.

O apoio da APAV pretende responder às necessidades específicas destas pessoas, não esquecendo os obstáculos particulares que enfrentam, as dificuldades que caracterizam o processo de migração forçada e o impacto particular que uma situação de crime pode ter nas suas vidas.

Linha de Apoio à Vítima | 116 006

Unidade de Apoio à Vítima Migrante e de Discriminação | 21 358 79 14 | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Procuramos Colaborador/a na área da Comunicação (Lisboa)

Publicado .

APAV Notícias #123 | Junho 2021

Publicado .

A newsletter APAV Notícias, boletim informativo da APAV, apresenta um resumo das atividades mais recentes da Associação. A edição #123, de junho de 2021, reúne informação sobre: a nova campanha de consignação do IRS; a celebração do Mês do Orgulho LGBTI+: com orgulho, sem preconceito; a 3.ª edição do Prémio APAV para o Jornalismo, que conta com o apoio do El Corte Inglés - o prazo para submissão de candidaturas foi alargado até 31 de julho; e o Dia Mundial da Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa. A newsletter inclui ainda vários destaques.

Consulte aqui a newsletter:
APAV Notícias #123 | Junho 2021