• banner CARE 404x132 v2

Reportagem da RTP sobre a fundação da APAV

Publicado .

Reportagem da RTP sobre a fundação da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, em 25 de Junho de 1990. Esta reportagem inclui imagens históricas da cerimónia de assinatura da escritura no Ministério da Justiça, declarações de Luís de Miranda Pereira e as primeiras instalações da APAV, na rua do Comércio em Lisboa.

Fonte: Arquivo RTP

Cerimónia de atribuição do Prémio APAV para a Investigação 2018 | 21 Dezembro

Publicado .

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima promove a cerimónia de atribuição do Prémio APAV para a Investigação 2018 no dia 21 de dezembro, às 11h00, nos Serviços de Sede em Lisboa.

O Prémio APAV para a Investigação, instituído pela APAV com o apoio da Fundação Montepio, destina-se a premiar trabalhos de investigação científica sobre temas ou problemas relacionados com a missão da Associação: “Apoiar as vítimas de crime, suas famílias e amigos, prestando-lhes serviços de qualidade, gratuitos e confidenciais e contribuir para o aperfeiçoamento das políticas públicas, sociais e privadas centradas no estatuto da vítima”.

Na cerimónia será anunciado o vencedor desta quarta edição do Prémio APAV para a Investigação e será ainda atribuída uma menção honrosa.

APAV Notícias #93 | Dezembro 2018

Publicado .

A newsletter APAV Notícias, boletim informativo da APAV, apresenta um resumo das actividades mais recentes da Associação. A edição #93, de dezembro de 2018, reúne informação sobre: a reeleição de João Lázaro como presidente do Victim Support Europe; o Dia Internacional do/a Voluntário/a; e a cerimónia de atribuição do Prémio APAV para a Investigação 2018. A newsletter inclui ainda vários destaques.

Consulte aqui a newsletter:
APAV Notícias #93 | Dezembro 2018

Formação MOOC "Cibersegurança nas Escolas"

Publicado .


“Cibersegurança nas Escolas” é o tema do MOOC (Massive Open Online Course), desenvolvido pela Direção-Geral da Educação, com início a 14 de janeiro e término a 4 de março de 2019. O curso está estruturado em quatro módulos, incidindo em temáticas como a Cibersegurança, Ameaças e Cibercrime/Legislação e Políticas e Práticas Seguras nas Escolas.

Ao longo do curso, os participantes terão oportunidade de aprofundar o seu conhecimento sobre as oportunidades e desafios da segurança no mundo digital; valorizar o uso seguro das redes, dos sistemas de informação e dos dispositivos digitais; tomar conhecimento de práticas de Cibersegurança nas comunidades educativas, bem como partilhar ideias, atividades e metodologias, relativamente às temáticas propostas.

Este MOOC encontra-se aberto a todos os docentes dos Ensinos Básico e Secundário, a técnicos superiores (psicólogos, assistentes sociais, etc.) e a todos os interessados nesta temática.

Mais informações e registo: 
www.dge.mec.pt

Movimento #respectbattles: combate o ódio com respeito

Publicado .


A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima promove o movimento #respectbattles, uma campanha de sensibilização que tem o objectivo de combater o discurso de ódio. O movimento #respectbattles arrancou com o vídeo inaugural da autoria de Malabá. Cada uma das batalhas tem como alvo quatro crimes de ódio: ódio étnico e racial (Ace); ódio a pessoas LGBTIQ+ (M7); ódio e intolerância religiosa (Papillon); e ódio a imigrantes e refugiados (Estraca).

A campanha é inspirada no conceito das Rap Battles - as batalhas musicais que têm o ódio como génese e nas quais são trocadas ofensas e insultos, à semelhança do que acontece na relação entre quem odeia e quem é alvo desse ódio. Nesta campanha, a luta é contra o ódio e não contra as pessoas. Aqui, os protagonistas são colocados frente-a-frente com as vítimas – e, em vez de gritarem palavras de ódio, gritam palavras de respeito.

Após a contribuição inicial destes rappers, a APAV incentiva todos e todas a partilhar, nas redes sociais, as suas próprias contribuições para o combate ao ódio, sempre com a hashtag #respectbattles.

A campanha Respect Battles foi desenvolvida no âmbito do projeto "Ódio Nunca Mais: Formação e Sensibilização para o Combate aos Crimes de Ódio e Discurso de Ódio". O projeto conta com o cofinanciamento do Programa Direitos, Igualdade e Cidadania/Justiça da União Europeia, com a parceria nacional da Polícia Judiciária e da Procuradoria-Geral da República, bem como com a parceria associada da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, e ainda com organizações europeias parceiras - Faith Matters (Reino Unido), Solidarci (Itália), Swedish Crime Victim Compensation and Support Authority (Suécia), Victim Support Austria (Áustria) e Victim Support Malta (Malta). O movimento Respect Battles será difundido nos países das entidades parceiras.

Ficha Técnica