Conferência Victim Support Europe: "Promover o Apoio à Vítima na Europa" | Varsóvia | 14-17 Maio

Publicado .

 

O Victim Support Europe vai promover a sua Conferência Anual em Varsóvia, Polónia, entre os dias 14 e 17 de Maio. A conferência, com o tema "Promover o Apoio à Vítima na Europa", será uma importante oportunidade para reunir representantes dos Estados-membros, investigadores e técnicos de apoio à vítima, promovendo a troca de conhecimento e a partilha de boas práticas relativamente à implementação da Directiva da União Europeia sobre os direitos das vítimas.

Está já confirmada a presença dos oradores: Marek Biernacki (Ministro da Justiça da Polónia), Charalampos Athanasiou (Ministro da Justiça da Grécia), Lotte Knudsen (Direcção-Geral da Justiça, Comissão Europeia), Oldřich Martinů (EUROPOL) e Hans G. Nilsson (Direitos Fundamentais e Justiça Criminal, Conselho da União Europeia).

Para mais informações:
victimsupporteurope.eu

APAV promoveu Seminário-debate sobre o tema “Levar o Stalking a sério”

Publicado .

A APAV promoveu no dia 22 de Abril um Seminário-debate sobre o tema “Levar o Stalking a sério”. O evento teve lugar nas instalações da CCDRLVT - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo, em Lisboa.

O Stalking, também definido como assédio persistente, é uma forma de violência que implica comportamentos de assédio e insistência sem o consentimento da vítima.

O seminário-debate contou com a participação de Ann Moulds (Action Scotland Against Stalking), Célia Ferreira (Universidade do Minho) e o testemunho de uma vítima de Stalking. O debate, muito participado, contou com a moderação da jornalista Maria João Ruela.

Programa [PDF]

Gabriel Godoi & Gonçalo Falcão | Espaço APAV & Cultura | 18 Março

Publicado .

No próximo dia 18 de Março, terça-feira, pelas 19h30, o Espaço APAV & Cultura apresenta um concerto com a dupla Gabriel Godoi & Gonçalo Falcão. Este evento tem lugar no Espaço APAV & Cultura (Rua José Estêvão 135A, Lisboa) e tem entrada livre.

O brasileiro Gabriel Godoi é um virtuoso da guitarra, mestre do chorinho. Gonçalo Falcão é um guitarrista português ligado à experimentação, também com um interessante percurso na área da improvisação, tendo integrado a residência artística X-Jazz com Evan Parker. Juntos no palco, Gabriel Godoi & Gonçalo Falcão apresentam o espectáculo “Chorinho & Etc.”, reinventando a tradição musical brasileira.

Cartaz: Rita Draper Frazão | innertour.blogspot.com  

Exposição "Olha" de Valter Vinagre | IPDJ Castelo Branco

Publicado .

A APAV, em colaboração com o IPDJ - Instituto Português do Desporto e Juventude I.P., promove a exposição de fotografia “Olha” no IPDJ Castelo Branco. Esta exposição reúne um conjunto de trabalhos do fotógrafo Valter Vinagre, sendo o resultado de uma colaboração com a APAV, com o objectivo de retratar o universo das vítimas de crime em Portugal.

"Como fotografar o silêncio? Como fotografar o invisível ou o velado? Desde que há fotografia – melhor seria dizer, desde que há imagem – que o problema se põe. Seja porque o que está em causa são conceitos e não realidades tangíveis, seja porque essas realidades se furtam absolutamente ao olhar da câmara. A violência doméstica, entendida como fenómeno alargado, é um destes casos. É omnipresente em todas as sociedades, mas invisível. É ilegal (é mesmo um crime público) na nossa, mas resistente à sanção social e à lei. O que é novo na modernidade não é a violência, mas, por um lado a natureza dessa violência e, por outro, o modo como a vemos e a enquadramos entre o espaço público e privado. O seu território, o seu capital de impunidade é precisamente esse círculo fechado que constitui a privacidade, que deixa à porta o Estado, as leis, a urbanidade exigível aos comportamentos. (...) Poucos assuntos podiam ser menos atraentes e mais destituídos de glamour e de fotogenia como a vida das pessoas vítimas de violência. O circuito mediático guarda-as normalmente para encarniçar em nós a faceta humanista que todos julgamos ter. A serenidade cúmplice das imagens de Valter Vinagre recusa liminarmente essa parasitagem. No fundo elas dizem uma só coisa de diferentes maneiras. Olha. Compreende o que puderes. Se puderes. E age. Se puderes."
Celso Martins

A exposição estará patente no IPDJ Castelo Branco até dia 10 de Abril.

IPDJ - Loja Ponto JA - Castelo Branco
Rua Dr. Francisco José Palmeira | Castelo Branco

Segunda a sexta, das 9h00 às 18h00.

APAV subscreve Manifesto pela criação de uma Estratégia nacional de Erradicação da Pobreza e da Exclusão Social em Portugal

Publicado .

Ao longo dos últimos meses, a EAPN Portugal uniu um grupo alargado de organizações sociais de âmbito nacional, regional e local, diversas universidades e cidadãos e cidadãs. Este grupo, compartilhando experiência e saber, promoveu vários encontros procurando refletir sobre o impacto da crise nos direitos das pessoas que se encontram em situação de maior vulnerabilidade social. O objetivo é o de pôr em marcha um processo participado de análise e agregação de ideias e posteriormente chegar a um consenso sobre uma Estratégia Nacional de Erradicação da Pobreza e da Exclusão Social em Portugal.

Dos encontros desenvolvidos por este grupo resultou o Manifesto pela criação de uma Estratégia nacional de Erradicação da Pobreza e da Exclusão Social em Portugal, que pretende ser um ponto de partida para o debate e a reflexão de todos os agentes económicos e sociais implicados na luta contra a pobreza.

A APAV subscreveu este documento reconhecendo a urgência de atuar face ao atual contexto de fragilidade económica, financeira e social. Efetivamente, o impacto deste contexto, revelador do crescente empobrecimento da população portuguesa, faz-se sentir quotidianamente nos pedidos de apoio reportados às Unidades Orgânicas da APAV. As necessidades múltiplas – de alimentação, habitação, emprego, etc. – caracterizam cada vez mais os pedidos de apoio que chegam aos diferentes serviços da APAV. Por conseguinte, as diligências têm sido em maior número e mais diversas, mas os resultados menos evidentes, sobretudo a curto prazo. A experiência da APAV permite ainda supor que existem vítimas que não procuram ajuda, com receio de não terem as condições económicas para sobreviver fora de um agregado familiar violento.

Manifesto pela criação de uma Estratégia nacional de Erradicação da Pobreza e da Exclusão Social em Portugal [PDF]