Nova campanha de sensibilização sobre cibercrime: “Não é preciso ver para crer"

Publicado .

A APAV apresenta uma campanha de sensibilização sobre cibercrime, com o objetivo de prevenir comportamentos de risco online, promover a denúncia de conteúdos ilegais e divulgar os serviços de apoio da Linha Internet Segura para vítimas de cibercrime.

Desde janeiro de 2019, a APAV passou a integrar o Consórcio Internet Segura e a coordenar os serviços da Linha Internet Segura. Através de contacto telefónico ou online, a Linha Internet Segura, para além da ajuda prestada às vítimas, promove uma utilização mais segura da internet e aconselha a adoção de comportamentos seguros online.

Esta nova campanha, desenvolvida pela agência Carmen (YoungNetwork Group), tem o seu foco nos crimes mais prevalentes: cyberbullying; pornografia infantil; burla; divulgação não consensual de imagens e vídeos.

Ricardo Estrela, porta-voz da APAV comenta que: "Os crimes praticados fazendo uso da Internet têm vindo a aumentar uma vez que cada vez mais transferimos grande parte das nossas interações sociais para o mundo digital. As vítimas de cibercriminalidade só agora começam a ter mais apoios e formas de defesa dos seus direitos no mundo online, e é com esse intuito que promovemos a Linha Internet Segura. Desde racismo, discurso de ódio, pornografia infantil, entre muitas outras formas de criminalidade, a internet está a reacender comportamentos que condenamos e, as pessoas que sofrem este tipo de crimes têm de ser apoiados e ter recursos que lhes permitam defenderem-se e combaterem esta forma de criminalidade. Estamos muito satisfeitos por ter dado este passo, que consideramos essencial para a consciencialização da sociedade. Vamos dar o nosso melhor no combate ao cibercrime, apoiando as vítimas e promovendo comportamentos que tenham por base o respeito e a justiça."

A Linha Internet Segura está disponível através do número 800 219 090 (dias úteis entre as 9h e as 21h) ou do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. O apoio é confidencial e gratuito. Os conteúdos ilegais podem ser denunciados online.

25 anos APAV em Coimbra | Conversa Mulheres e Poder

Publicado .

Conversa GAV Coimbra Teatrao 20 Conversa GAV Coimbra Teatrao 37 Conversa GAV Coimbra Teatrao 15 Conversa GAV Coimbra Teatrao 36

No dia 6 de outubro, por ocasião dos 25 anos do Gabinete de Apoio à Vítima de Coimbra, a APAV co-organizou com O Teatrão (companhia de teatro de Coimbra) a conversa Mulheres e Poder.

À conversa com o público estiveram a gestora do GAV Coimbra, Natália Cardoso, a socióloga, professora auxiliar da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e investigadora do Centro de Estudos Sociais Madalena Duarte, bem como as atrizes e a banda que acompanhou o espetáculo.

A conversa teve lugar após a última sessão da temporada da peça Richard's, uma adaptação para quatro atrizes e com banda ao vivo da peça Ricardo III, de Shakespeare.

Esta parceria assinala os 25 anos do Gabinete de Apoio à Vítima (GAV) da APAV em Coimbra e os 25 anos de existência d'O Teatrão.

GAV Santarém remodela sala das vítimas vulneráveis do Palácio de Justiça - Santarém

Publicado .

O Gabinete de Apoio à Vítima de Santarém procedeu à decoração da sala das vítimas vulneráveis do Palácio de Justiça I da Comarca de Santarém, o novo "Espaço Vítima". Com este apoio da APAV a sala tornou-se um espaço agradável, com melhores condições para a acolher de forma digna todas as vítimas - adultos e crianças - que se desloquem ao respetivo Tribunal.

APAV assinala Dia Internacional da Pessoa Idosa

Publicado .

capa estatisticas idosos 2013 2018A APAV associa-se, uma vez mais, à iniciativa anual do Dia Internacional da Pessoa Idosa, assinalado a 1 de outubro. Este dia foi instituído em 1991 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e tem como objetivo sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento e para a necessidade de promover os direitos humanos da população mais idosa. Assinalando este dia, a APAV lança as estatísticas Pessoas Idosas Vítimas de Crime e Violência 2013-2018.

O envelhecimento populacional e alguns fenómenos associados, incluindo a violência contra as pessoas idosas,  constituem um dos maiores desafios do século XXI.

O reconhecimento da vitimação das pessoas idosas tem sido lento, mas é hoje cada vez mais evidente. A violência contra as pessoas idosas constitui um problema social, de segurança, de saúde pública e de justiça e o seu combate eficaz pode contribuir para um futuro mais inclusivo, onde todos sejam respeitados ao longo do ciclo de vida, nomeadamente no contexto de um envelhecimento ativo e saudável.

A APAV apoia pessoas idosas vítimas de crime, as suas famílias e amigos/as, prestando-lhes apoio jurídico, psicológico e social em colaboração com outras instituições públicas e privadas. Contamos também com todos e todas, com vizinhos e vizinhas, com os conhecidos e as conhecidas das vítimas: o seu papel é muito importante na prevenção e na denúncia das situações de violência.

Entre 2013 e 2018, os processos de pessoas idosas vítimas de crime e de violência aumentaram mais de 27 %. Só em 2018, a APAV apoiou 926 pessoas idosas vítimas de crime e de violência, o que equivale a uma média de 18 pessoas apoiadas por semana. Estes números, bem como os registados pelas estatísticas oficiais da Justiça, não refletem, contudo, a realidade diária das vítimas, ainda mais trágica e silenciosa.

Campanha Idosos 2019 75ryft3 01Apesar da maior consciencialização da população, verifica-se ainda uma perceção pouco generalizada do problema.

Neste dia, a APAV destaca o projeto Portugal Mais Velho, que tem vindo a desenvolver em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian. O projeto Portugal Mais Velho procura refletir sobre o fenómeno da violência contra as pessoas idosas, bem como sensibilizar a população para este tipo de violência. O projeto conta com a participação de profissionais de várias áreas que têm vindo a discutir formas de combater a violência contra as pessoas idosas.

Os crimes de violência contra a população idosa não podem ser remetidos ao silêncio. Calar, fechar os olhos, é ser cúmplice deste crime.

A APAV está disponível para ajudar através de diferentes serviços, nomeadamente através da Linha de Apoio à Vítima (116 006 - chamada gratuita, dias úteis, das 9h-21h), o número de apoio confidencial e gratuito da APAV.

Estatísticas APAV | Pessoas Idosas Vítimas de Violência 2013-2018 (PDF)

apav.pt/idosos

Seminário “O apoio especializado da APAV a vítimas vulneráveis” | 15 Outubro

Publicado .

No dia 15 de outubro de 2019 a APAV irá promover o Seminário “O apoio especializado da APAV a vítimas vulneráveis”. Este seminário pretende ser um espaço de reflexão no âmbito de atuação daquelas que são as três sub-redes especializadas da APAV: Rede CARE – apoio a crianças e jovens vítimas de violência sexual; RAFAVHT – Rede de Apoio a Familiares e Amigos de Vítimas de Homicídio e Terrorismo; e Rede de Apoio à Vítima Migrante e de Discriminação. 

O Seminário realizar-se-á no auditório PO ISE, na Praceta Cooperativa a Realidade, 17, em São Mamede de Infesta (Matosinhos).

Inscrições encerradas.

Programa