• banner CARE 404x132

Funchal Notícias: APAV anda há 15 anos a tentar vir para a Madeira mas constata “falta de vontade política”

"A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima não tem representação na Madeira, ao contrário do que ocorre nos Açores, situação que não deixa de suscitar alguma estranheza em função da realidade que falamos, da relevância que a associação tem no País e na experiência que detém neste domínio da violência doméstica, não só em que a vítima é a mulher, mas também nas restantes componentes, particularmente a que atrás foi referida de violência sobre idosos, constituindo dado novo e, por isso, a exigir intervenção, havendo registo recente, na Região, de um caso em que um filho é suspeito de ter assassinado a própria mãe.

João Lázaro revela ao Funchal Notícias desconhecer, em números, a realidade do fenómeno da violência doméstica na Madeira, uma vez que a organização apenas dipõe de dados relativos a áreas do País onde se encontra posicionada. Diz mesmo que “infelizmente não estamos na Madeira, apesar de termos desenvolvido, há pelo menos 15 anos, esforços nesse sentido, quer junto das autoridades regionais, quer junto das autoridades autárquicas, para colocar a Madeira, nomeadamente o Funchal, no mapa de intervenção da APAV, de uma forma qualificada e independente."

Consulte aqui a notícia completa:
funchalnoticias.net