A nossa história

 

Fundada em Junho de 1990, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) é uma organização sem fins lucrativos e de voluntariado, que apoia, de forma individualizada, qualificada e humana, vítimas de crimes, através da prestação de serviços gratuitos e confidenciais.

No final dos anos 90 e início do novo século, Portugal assistiu a uma nova vaga de imigração e constatou-se que os cidadãos imigrantes vítimas de crime careciam de apoio especializado, que levasse em conta às vulnerabilidades desta população, nomeadamente: desconhecimento do sistema judicial e dos serviços sociais de apoio em Portugal, aspectos culturais específicos que condicionam as estratégias de intervenção, situação documental no país e eventuais dificuldades para o exercício de direitos. Esta nova realidade levou a APAV a adaptar os seus serviços de apoio, encontrando novas respostas e estratégias de intervenção.

Reconhecendo esta necessidade, em 2005, a APAV em colaboração com o Alto Comissariado para as Migrações (ACM), antigo ACIME, desenvolveu a Unidade de Apoio à Vítima Imigrante e de Discriminação Racial ou Étnica (UAVIDRE) que se encontra desde então em funcionamento, agora designada UAVMD - Unidade de Apoio à Vítima Migrante e de Discriminação. A Rede UAVMD complementa-se com a criação da Unidade de Apoio à Vítima Migrante e de Discriminação - Açores e da Unidade de Apoio à Vítima Migrante - Vila Franca de Xira.