Política de Qualidade

 

DGERT

A Direcção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) é a entidade responsável pela definição e divulgação de critérios para a avaliação da qualidade e a acreditação das entidades formadoras, tendo como principais objectivos a elevação da qualidade e a adequação das intervenções formativas, a estruturação do sistema de formação profissional e a credibilização e profissionalização dos seus actores, e uma maior utilidade e eficácia da formação profissional.

Desde 2002, que a acreditação da Formação APAV pela DGERT significa o reconhecimento formal da sua capacidade técnico - pedagógica para intervir no âmbito da formação profissional (organizar e realizar cursos, diagnosticar necessidades de formação e avaliar impactos), e de que os seus procedimentos e práticas estão de acordo com um referencial de qualidade específico para a formação. A acreditação DGERT deixa patente a responsabilidade e o compromisso da Formação APAV com a qualidade dos seus serviços e produtos formativos.

 

 



NORMA ISO 9001:2008

Entre outras vertentes, a área da Formação, é na APAV, uma das chaves mestras da Qualidade.

De acordo com a norma ISO 9001:2008, a APAV promove a melhoria contínua da sua actividade formativa, e esforça-se para garantir o controlo de todo esse processo, designadamente no que diz respeito a:

. aumento da qualidade dos conteúdos produzidos;

. aumento da quantidade dos produtos produzidos;

. aumento da qualificação de formandos e de formadores.

Pelo que, a APAV obteve em Agosto de 2009, a certificação por parte da Bureau Veritas.

 

 

TESTEMUNHOS


"A formação de Verão da APAV foi uma óptima experiência a vários níveis. Permitiu-me compreender como funciona esta instituição e o trabalho que se realiza, não só no apoio directo à vítima, como também no restante trabalho, que é necessário e importante, e muitas vezes esquecido por não ser tão facilmente visto.

Todos os formadores foram atenciosos e transmitiram informação muito útil, a nível social, jurídico e psicológico, numa linguagem acessível, que permitiu a todos os formandos (quer os da área, quer os que não eram da área) compreender um pouco mais e melhor o que era leccionado.

Em relação ao ambiente vivido pelos formandos, foi muito agradável. Trocámos experiências e conhecimentos. O almoço em conjunto também serviu para nos conhecermos um pouco melhor.

Pessoalmente, uma das mensagens mais importantes que me foi passada, foi a de inter-ajuda entre os voluntários, no sentido de transmissão de informação, e espírito de equipa para que tudo corra pelo melhor. É com grande satisfação que observo agora, como este espírito de ajuda é posto em prática, e como é útil para os utentes que se dirigem à APAV."

Voluntária, Curso Básico de Técnico de Apoio à Vítima - Verão
Centro de Formação / Sede - Lisboa

 

"Enquanto formanda das acções de formação proporcionadas pelo Centro de Formação da APAV, penso ser importante referir que a formação “Crimes Patrimoniais” contribuiu não só para a aprendizagem de novas estratégias de intervenção como também, aprendemos novas formas de abordar o tema com o público-alvo, nas acções de sensibilização/informação a desenvolver na Região Autónoma dos Açores. Relativamente à formação “APAV: novo posicionamento e apostas estratégias”, foi possível a partilha de apostas estratégias”, foi possível a partilha de informação acerca do plano estratégico da APAV como também a definição de um plano de trabalho para APAV Açores."

Voluntária, Especialização – Crimes Patrimoniais
Centro de Formação / Pólo de Formação dos Açores

 

Facebook Kapak Resimleri en yeni oyunlarkız oyunları php dersleri canadian provincial flagscustom flag bayrak custom flagscustom flag promosyon